2 coisas pelas quais devemos demonstrar gratidão pelos nossos pais

Durante minha infância, me lembro de ter ficado ressentida com meus pais várias vezes, pensando que se eles me amassem, me deixariam fazer as coisas que eu achava que eram melhores para mim.

Qual é o problema deste argumento? Eu tinha menos de 15 anos e não sabia o que era melhor para mim.

Como a maioria dos pais, se não todos, meus pais exerceram seu julgamento e autoridade e não me deixaram trilhar o caminho errado.

Eu não entendi seus motivos até que fiquei mais velha e sábia o suficiente para entender que eles sabiam o que era melhor para mim, e tenho que agradecer a eles por me ensinar e orientar. É por causa deles que me tornei a pessoa que sou hoje.

Alguns podem dizer que a responsabilidade é deles, então por que devemos dar tanto crédito a eles se a vida é nossa?

Bem, você ficaria satisfeito em tirar uma nota 8 em um teste onde acertou tudo ou receber uma classificação de desempenho medíocre depois de fazer um trabalho exemplar? Acho que não.

A verdade é que nossos pais não querem receber nem elogios, porque na maioria das vezes eles acham que poderiam ter feito melhor, mas, honestamente, devemos dar a eles o devido crédito de qualquer maneira, porque na maioria das vezes eles estão fazendo o seu melhor como pais.

Veja duas coisas tão comuns que às vezes esquecemos que contam.

O trabalho duro

Quando eu tinha 12 anos, minha mãe teve que sair de casa para trabalhar na capital. Eu não entendia porque ela teve que deixar os filhos para trabalhar.

Eu mal sabia que aquela foi uma das escolhas mais difíceis que ela fez. Ela não gostava de ficar longe de nós, mas teve que fazer aquele sacrifício para que pudéssemos estudar na melhor escola da cidade.

Meus pais trabalharam muito, não apenas para dar a mim e aos meus irmãos as necessidades da vida, mas também para ter certeza de que estávamos preparados para as oportunidades que a vida nos apresentaria.

Estou onde estou agora porque eles trabalharam duro para garantir que eu sempre tivesse o necessário para me destacar em meus esforços.

O que meus pais ganhavam na época era suficiente para sustentar nossa família, mas com a evolução da economia ao longo dos anos, acho que todos nós sabemos como é difícil comprar mantimentos ou pagar mensalidades hoje em dia.

Por causa disso, conheço muitos pais que estão trabalhando em um ou dois empregos paralelos além de seus empregos normais para manter suas famílias.

Isso sem falar na pandemia global que abalou a economia, obrigando empresas a fecharem e demitirem seus funcionários.

Imagine como um pai se sentiria com a possibilidade de perder o emprego, o que tornaria as coisas ainda mais difíceis.

Então, da próxima vez que você sentir que seus pais parecem não ter mais tempo para você ou que amam o trabalho deles mais do que você, dê a eles o benefício da dúvida.

Isso não invalida seus sentimentos de querer passar mais tempo com seus pais, mas eles podem estar trabalhando duro para manter seus empregos ou apenas exaustos após um dia de 15 horas de trabalho árduo.

Tente ter mais empatia e estar aberto à possibilidade de que eles estão fazendo o melhor que podem nas circunstâncias atuais.

Ofereça a eles um copo de água gelada quando voltarem para casa, os ajude a preparar as refeições, a lavar a louça e outras tarefas domésticas para que tenham tempo para descansar e se recuperar.

Ore para que eles tenham forças para o trabalho do dia seguinte. Expressar seus agradecimentos verbalmente também pode ajudar muito.

Também é importante reconhecer que nem todos nós temos pais que trabalham duro por seus próprios filhos.

Neste caso, você pode voltar-se para o Pai Celestial e confiar que Ele direcionará e guiará você nesta vida.

Saiba que em Seus próprios caminhos, Ele está se empenhando para garantir que sua vida seja abençoada, talvez não com pais dignos de imitação, mas com Pais Celestiais que amam e cuidam de você além do entendimento.

Perdoar setenta vezes sete

Uma vez eu estava na casa da minha irmã com seus 3 filhos, e comecei a contar quantas vezes um deles disse as palavras “sinto muito, mamãe”.

Bem antes do meio-dia, já havia perdido a conta. O leite que derramou, um vidro quebrado, roupas sujas, o chão bagunçado e brigas por um brinquedo. Foram várias razões pelas quais minhas sobrinhas e sobrinho se desculparam com minha irmã.

À medida que envelhecemos, cometemos erros muito maiores do que derramar leite. E sim, pode exigir ainda mais do que dizer “sinto muito”.

Ao olhar para trás, para os erros que cometemos no passado, provavelmente descobriremos que eles nos perdoaram mais vezes do que podemos contar.

Eles demonstraram compaixão e amor à sua própria maneira, talvez não da maneira que gostaríamos, mas da melhor maneira que sabem nos demonstrar que fomos perdoados.

Muitas vezes, não somos gratos o suficiente por nossos pais quando eles nos perdoam porque é tão comum que nem pensamos muito nisso.

Porém, se pararmos para pensar sobre como eles se sentiram sobre o nosso erro, entenderemos o quanto o perdão deles significa.

Portanto, da próxima vez que você pensar em quebrar uma regra da casa, fazer algo além da razão ou dizer algo com raiva, pare e pergunte a si mesmo: “É algo pelo qual vale a pena ferir os sentimentos deles?”

Há tantas outras coisas que nossos pais fazem que talvez nem prestamos tanta atenção. Mas se dermos um passo para trás e observarmos até mesmo as pequenas coisas que eles fazem por nós e quanto esforço essas coisas exigem, perceberemos que ser pai e mãe é difícil.

Minha irmã uma vez disse: “Eu nunca entendi realmente quanto esforço nossos pais faziam para criar filhos justos até que comecei a criar os meus”.

Podemos não entender completamente até que estejamos no mesmo lugar, mas entender nossos pais com empatia nos ajudará a valorizar mais seus esforços diários.

Fonte: Faith PH

The post 2 coisas pelas quais devemos demonstrar gratidão pelos nossos pais appeared first on maisfe.org.

O post 2 coisas pelas quais devemos demonstrar gratidão pelos nossos pais apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *