A melhor maneira de curar um coração é usá-lo

O coração, como um símbolo é tanto poderoso quanto universal. Enquanto usamos o coração para demonstrar muitas emoções e experiências, muitas vezes o coração é usado para descrever o que está totalmente quebrado.

Somente as palavras “coração partido” podem conjurar muitas imagens e encapsulam uma amplitude de emoções, que variam de desejos intensos a perdas devastadoras.

Existem muitos corações com pequenas rachaduras que vão se abrindo lentamente. Existem corações que estão tão quebrados que parecem que foram reduzidos ao pó.

Mesmo nas escrituras, o coração é usado para descrever dor, medo ou rebelião. Josué disse “esmoreceu nosso coração”, Ezequiel descreveu como “coração de pedra,” e muitas referencias nos contam que nossos corações podem ser tentados, podem falhar e podem adoecer.

Quando o coração aparenta estar tão partido, pode parecer impossível de ser consertado. No entanto, o evangelho nos ajuda a entender como podemos curar um coração partido.

Coração de papel sendo rasgado no meio

A simples resposta

Claro, a resposta simples é Jesus Cristo. É somente através da Expiação, que podemos verdadeiramente ser consertados. No entanto, Deus não quer só curar nossos corações partidos, Ele quer modificá-los.

Estamos aqui para aprender a como ser como Ele é, como amar como Ele ama e a fazer como ele faz. Pode parecer contra-intuitivo, mas Deus frequentemente irá usar nossos corações partidos para nos ajudar a amar mais profundamente.

Uma das maneiras que isso ocorre, é não deixando que nossos corações endureçam e usamos eles da melhor maneira que pudermos.

O coração endurecido

Aprendemos sobre os perigos de um coração endurecido através das escrituras. Múltiplas admoestações são dadas dentro do Velho Testamento como a de Deuteronômios 15:7 que diz “não endurecerás o teu coração.”

Cristo lamentou no Novo Testamento quando os Fariseus se recusaram a acreditar nele, “condoendo-se da dureza do seu coração,”  (Marcos 3:5).

No entanto, um dos exemplos mais desanimadores de dureza de coração, é encontrado no Livro de Mórmon, na história de Lamã e Lemuel. Eles desobedeceram repetidamente aos conselhos de Deus e se voltaram contra seu irmão e profeta, Néfi.

Quando eles amarraram Néfi no mastro do navio, nada além o poder de Deus que os ameaçava destruir “conseguiu abrandar-lhes o coração.”

Há tantos exemplos nas escrituras de corações endurecidos. Através desse exemplos, aprendemos que um coração endurecido nos distancia de Deus e nos torna mais insensíveis aos sussurros do Espirito Santo.

Usar um coração partido

Apesar de parecer doloroso, usar um coração partido podem ajudar a curá-lo. Um coração partido deixa com que a luz entre e permite que Cristo junte os pedaços e o transforme em algo lindo.

Somos convidados a amar, a servir, e a sem destemor, irmos em direção ao trono de Deus. Como podemos usar um coração partido? Abaixo seguem algumas ideias:

Ore para entender melhor as suas emoções e sentimentos.

Expresse amor sincero e gratidão por aqueles com quem você se importa.

Seja vulnerável e expresse seus problemas para amigos confiáveis.

Faça tudo o que puder para continuar a construir relacionamentos saudáveis.

Esforce-se para perdoar aqueles que te enganaram.

Medite e pondere diariamente.

Evite fazer coisas que te deixe ‘entorpecido’.

Consagre seu coração para Deus ao manter seus convênios com diligência.

Adote a atitude de “seja feita a sua vontade” ao se achegar a Deus.

Em suas orações, seja honesto com Deus sobre seus sentimentos.

Usar os nossos corações é a maneira de curá-los, de modificá-los. Deus nos deu um coração simbólico para nos ajudar a nos tornarmos mais parecido com Ele.

Se seu coração está partido, não descarte os pedaços. Faça o seu melhor para usar o que você ainda tem, para achegar-se a Cristo. O que resta de seu coração, é o suficiente para que Ele o reconstrua.

Fonte: LDSDaily

Relacionado:

7 hábitos de um coração feliz

O post A melhor maneira de curar um coração é usá-lo apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *