Como fazer um diário das escrituras?

Fazer um diário das escrituras é como começar uma jornada sem sair de casa e viajar pelo universo.

Deus está nos céus. Ele quer que nos comuniquemos com Ele. E podemos viajar melhor quando não só ouvimos Sua voz, mas também quando registramos Suas palavras.

Pense por um momento na última vez em que falou com Ele. Como foi? Sobre o que falou? Que orientação recebeu?

Você se lembra?

Lembro-me da primeira vez que escutei e registrei a resposta do Senhor. Estava lendo sobre a dedicação do Templo Kirtland e o Espírito falou comigo.

“Vai à cozinha buscar um papel e algo para escrever.”

Nos minutos seguintes, registrei no papel o que senti que deveria escrever. Eu não sabia disso na época, mas este momento foi o primeiro de muitos em que fui abençoado por ouvir a voz do Senhor, Seu conselho e Seu amor por mim.

Coloquei aquele papel junto de minha bênção patriarcal, me sentindo grato ao Senhor que por causa de seu grande amor e misericórdia, Ele separou um tempo para falar comigo. Ainda assim, as palavras que eu tinha escrito— mais ou menos um parágrafo —permaneceram perto de minha bênção patriarcal por cerca de dois anos. Dei uma olhada nesse papel algumas vezes durante os últimos anos, mas nunca pensei que a mesma coisa voltasse a acontecer um dia.”

Mas aconteceu, e aconteceu inúmeras vezes desde então.

Se você já se perguntou como teria sido se os profetas não tivessem registrado seus pensamentos, se suas visões e sonhos não tivessem sido escritos, se suas dificuldades e alegrias não tivessem sido gravadas? Bom, então você tem uma ideia muito boa do que é fazer um diário das escrituras.

Fazer um diário das escrituras dá ao leitor a oportunidade de se ver como Cristo o vê, passar pelas dificuldades pessoais e investir em seu relacionamento com Jesus Cristo.

Hoje em dia, fazer um diário das escrituras não tem a ver com perfeição. Tem a ver com confiar que Deus fala com você, que vamos ouvir Suas palavras e seguir Seus conselhos. Trata-se de levar a sério Suas palavras o suficiente para escrevê-las.

Escrever não é algo fácil, mas é gratificante e a promessa é certa:

Richard G. Scott disse:

“Esse registro detalhado da inspiração mostra a Deus que Suas comunicações são sagradas para nós e também ampliará nossa habilidade de recapturá-las.”

Fico maravilhado com o que aprendo com o poder do Espírito à medida que reservo um tempo diariamente para falar com Deus. Eu tenho um lugar especial – meu próprio “santo dos santos” – e às vezes um planejamento do que eu quero aprender (às vezes não). Estou aberto a receber conhecimento por meio de outros, de sonhos e visões, de experiências pessoais, da Igreja, da conferência, e das escrituras.

Como um fio invisível, as escrituras estão conectadas ao meu diário de uma maneira real. Através da oração, sou capaz de aprender mais com a palavra de Deus e sou capaz de registrar meus sentimentos sobre o que eu aprendo. Também sou capaz de conectar meu diário de estudo diretamente às minhas escrituras através de referências cruzadas.

Imagine ir a uma escritura marcada só para encontrar uma referência de meu diário das escrituras nas margens que diz algo como: “10 de julho de 2019.” O que aconteceu naquele dia em relação a esse versículo? O que aprendi? O que o Espírito me falou?

Imagine consultar o seu diário durante o mês em que seu filho faleceu, ou que você teve dificuldades em seu casamento apenas para encontrar as escrituras que curaram e confortaram você, escrituras que você precisava.

Considere o que significaria tirar de seu diário a palavra do Senhor em relação à criação de seus filhos ou informações que irão ajudá-lo em sua próxima mensagem da noite familiar.

Considere o que significaria levar as palavras do Senhor a sério e sempre lembrar-se delas. (ver Doutrina & Convênios 20:77, 79).

Fonte: Third Hour

O post Como fazer um diário das escrituras? apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *