9 Maneiras simples para mães atarefadas receberem revelação.

“A capacidade de qualificar-nos para receber revelação pessoal, de recebê-la e de agirmos de acordo com essa inspiração é a habilidade mais importante que podemos adquirir nesta vida” (Julie B. Beck, “E Também sobre os Servos e sobre as Servas Naqueles Dias Derramarei Meu Espírito” A Liahona, Maio 2010).

Mas a revelação pode parecer impossível de se alcançar, entre as fraldas sujas e o preparo das papinhas.

Tenho orado por paciência enquanto troco as fraldas do meu filho e minha filha escala a minha perna. Mas, não demorou muito para que eu percebesse que orações de desespero não deve ser o único tipo de comunicação que tenho com Deus. Eu precisava de um tempo meu e Dele. Eu precisava de um acesso melhor ao poder da revelação pessoal como mulher, esposa e mãe.

Afinal, Julie B. Beck também disse:

“As mães podem sentir a ajuda do Espírito mesmo quando crianças cansadas e barulhentas reclamam sua atenção” (Julie B. Beck, “E Também sobre os Servos e sobre as Servas Naqueles Dias Derramarei Meu Espírito” A Liahona, Maio 2010).

Eu nunca desejei tanto algo, logo após alguns meses depois de ter gêmeos, quando percebi que estava vagando em um vazio. Eu precisava de ajuda. Se eu pudesse encontrar o tempo para confiar mais na influência do Espírito Santo em minha vida, eu poderia ter me preenchido tanto espiritualmente quando emocionalmente, porque quando nos colocamos em primeiro lugar, temos mais a oferecer para os nossos filhos.

Então, fiz algumas avaliações em minha vida e fui inspirada com ideias diferentes. Enquanto todo mundo pode ou deveria receber revelação a sua própria maneira, vou compartilhar com vocês, nove maneiras que encontrei de alimentar a revelação em minha atarefada vida de mãe:

  1. Se alegre mais do que cinco minutos

“Prometo-lhes que ao oferecer constantemente ao Senhor uma generosa porção de seu tempo, Ele vai multiplicar o tempo restante.” Presidente Russell M. Nelson (“Ser a Verdadeira Geração do Milênio,” A Liahona, Outubro 2016)

Você não tem que sacrificar grandes porções de seu dia para mostrar ao Senhor que você está seriamente comprometida em segui-Lo.

Nessa época de sua vida, cinco minutos pode ser uma generosa porção do seu tempo. E está tudo bem. A moeda da viúva foi suficiente. Os minutos de uma mãe podem ser o suficiente também.

Não posso ouvir todas as palavras que um discursante fala durante a reunião sacramental, mas cinco minutos de foco e a aplicação do que foi aprendido, pode ser melhor do que uma hora de esforço para tentar ouvir todas as palavras.

  1. Planeje como utilizará o seu tempo livre.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” – Mateus 11:28

No primeiro ano de vida dos meus filhos gêmeos, eu cochilava enquanto eles cochilavam. Eu sabia que teria aquele tempo para mim, então eu planejava para usar com sabedoria. Mas quando comecei a sentir a minha proximidade com o Espírito diminuir, procurei mais maneiras de me aproximar de Cristo.

Eu não queria deixar todo o meu tempo para cochilar, mas ao tirar cinco minutos para orar antes de cochilar, mudei os meus dias. Eu ia para o meu quarto, ajoelhava e falava em voz alta. Eu derramava o meu coração para o meu Pai Celestial.

Às vezes como mulheres, esquecemos que não devemos carregar todos os nosso fardos e preocupações. E quando eu dou os meus fardos para Ele, tenho mais espaço em meu coração para ouvir a voz do Espírito.

  1. Não negligencie o poder do sacramento.

Uma das partes mais estressantes de ser uma jovem mãe é dar atenção as crianças durante a reunião sacramental, mas usar o sacramento como

“…o ponto central reconhecido e sagrado de nossa experiência semanal de adoração.” ( Jeffrey R. Holland, “Eis aqui o Cordeiro de Deus,” A Liahona, Maio 2019)

pode mudar a nossa adoração na igreja e toda a nossa semana.

A maternidade tem um jeito de nos mostrar as nossas falhas. Mas, o poder do sacramento pode nos ajudar a deixar essas falhas para trás, a cada semana. Eu preparo brinquedos e guloseimas para meus filhos durante a reunião sacramental.

Separo a atividade que traz mais foco e os deixa mais quietos para o momento do sacramento. Se eu der adesivos para a minha filha enquanto oro e pondero durante o sacramento, ela senta quietinha, então eu posso ter o tempo que preciso para focar em Jesus Cristo.

Ao invés de focar em toda a culpa e vergonha que geralmente vem com a maternidade, posso usar ambos os poderes de limpeza e capacitação da Expiação de Jesus Cristo, deixando para trás erros e culpas e abraçar uma nova semana cheia de promessas. Quando nos limpamos de nossos pecados, nossos espíritos ficam mais preparados para receber revelação.

  1. Não deixe o perfeccionismo atrapalhar o estudo das escrituras.

“Estude em espírito de oração e pondere o Livro de Mórmon todos os dias. Ao fazermos isso, estaremos em condições de ouvir a voz do Espírito, resistir às tentações, vencer a dúvida e o medo e receber a ajuda do céu em nossa vida.” Pres. Thomas S. Monson (O Poder do Livro de Mórmon, A Liahona, Maio 2017)

Ter o programa Vem e Segue-me, estudar os discursos da conferência e o convite para ler o Livro de Mórmon diariamente, poder ser frustrantes saber por onde devemos começar. Com frequência, podemos recorrer ao perfeccionismo, o que favorece o pensamento de ‘tudo ou nada’. Se não podemos fazer todas as coisas do jeito certo, então podemos acabar não fazendo nada.

Mas Deus nunca pediu que fossemos perfeitos, somente que tivéssemos dispostos de coração. Alguns dias você lerá somente o que precisa ouvir e em outros, aos poucos, você estará colocando óleo em sua lâmpada de fé.

  1. Use a tecnologia para criar e registrar revelações pessoais.

 “O conhecimento que for cuidadosamente registrado… aumenta a probabilidade de recebermos mais luz.” Richard G. Scott (Como Obter Conhecimento Espiritual,” A Liahona, Novembro 1993)

Esse tópico parece contra-intuitivo, mas para uma mãe atarefada, a tecnologia pode ser um presente. Ouça as escrituras, os discursos da conferência, ou podcasts de estudos das escrituras em casa ou no carro. Use aplicativos para registrar suas impressões, ou um a função de voz do teclado do seu celular ou até mesmo um aplicativo de anotações de voz, para registrar os seus pensamentos.

  1. Busque por uma perspectiva nova.

Pode ser importante buscar Deus primeiro quando estamos atrás de respostas, mas orações podem ser facilmente respondidas por aqueles à nossa volta. Fale com amigos, familiares para obter conselhos, encorajamento e apoio. Eles podem ajudar você a ver de uma nova perspectiva, apontar em direção a um recurso ou trazer conforto.

Sair de casa por ser bom para clarear os pensamentos. Gosto de andar com os meus filhos na parte da manhã. Eles ficam bem e carrinho de corrida para bebês e eu consigo aproveitar o silencio da manhã. Às vezes, ao me exercitar, estar ao ar livre e focar em outras coisas, pode ajudar a nutrir mais revelações pessoais.

  1. Não tenha medo de pedir

    pelo que precisa.

Como mãe, pode ser fácil continuar a ser a cuidadora de todos, menos de si mesma. Se você precisa de uma babá para ir a uma atividade, peça ao seu esposo, a um membro da família, ou a uma vizinha. Se você precisa de um tempo sozinha, fora de casa, fale com o seu esposo.

Eu sabia que precisava de um tempo para ir ao templo, mas por ter que cuidar de dois bebês, isto parecia impossível. Nossa solução foi irmos ao templo todos juntos e enquanto meu esposo cuidava das crianças, eu fazia iniciatória. Eu cuidava deles antes e depois, e funcionou para a nossa família. Aquele período no templo me ajudava e me recarregava.

  1. Aja mesmo sob a menor inspiração que tiver.

“Se… dissermos ao Senhor que estamos prontos, Ele nos chamará para ajudar. Se atendermos, Ele nos chamará vez após vez.” Ronald A. Rasband (“Santo Espírito de Deus,” A Liahona, Maio 2017)

Um noite, ouvi o Espírito dizer, “Vá ver a sua filha.” Eu havia acabado de deitar, e não achei conveniente, mas eu reconheci aquela voz. Quando fui vê-la, o cueiro dela havia se soltado o suficiente para se tornar perigoso e a boca dela estava coberta.

Como mães, esperamos que nada aconteça com os nossos filhos, mas essa é uma das razões que a revelação pessoal é o dom mais precioso que eu tenho como mãe. Não posso fazer isso sozinha. O Espírito pode me guiar, consolar, testificar e até mesmo alertar.

  1. Peça a Deus que te ajude a se lembrar quem você é.

“Aprendam por si mesmos quem vocês realmente são. Perguntem ao Pai Celestial, em nome de Jesus Cristo, quais são os sentimentos Dele a respeito de vocês e de sua missão aqui na Terra. Se pedirem com real intenção, com o tempo o Espírito vai sussurrar a verdade que mudará sua vida. Registrem essas impressões, examinem-nas com frequência e sigam-nas à risca. Prometo-lhes que, quando começarem a ter um vislumbre de como o Pai Celestial os vê e de que Ele está contando com vocês para fazer algo por Ele, sua vida nunca mais será a mesma.” Pres. Russell M. Nelson (“Ser a Verdadeira Geração do Milênio,” A Liahona, Outubro 2016)

A maternidade pode consumir todo o seu tempo. Podemos ser pegas pela agitação e pela variedade de responsabilidades que caem sobre nós, mas quando eu separo um tempo para me acalmar e pedir pelo amor e orientação de Deus, Ele sempre me mostra um caminho melhor.

A maternidade pode dar a impressão que sempre estão nos pedindo para fazer tudo. E podemos falsamente acreditar que isso significa que devemos fazer tudo sozinhas. Podemos fazer todas as coisas… por meio de Cristo! (Filipenses 4:13) Ao cuidarmos de nossos filhos, também podemos encontrar um tempo para receber revelação pessoal. Só precisamos tirar um tempo para nutrir nossa habilidade de usar esse poder.

Fonte: LDSLiving

Relacionado:

Uma carta sincera para os 5 tipos de mães

O post 9 Maneiras simples para mães atarefadas receberem revelação. apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *