5 Perguntas que um ex-missionário vai gostar muito de responder

Lembro-me de ver aquele jovem missionário caminhar pelo corredor do avião procurando pelo seu assento. O terno velho e a plaqueta preta o denunciavam. Ele estava voltando para casa. Mas e agora?

Dentro de algumas horas ele irá desembarcar do avião direto para os braços de sua jubilosa família. Ele será entrevistado por seu presidente de estaca e tirará a plaqueta preta. Ele discursará na reunião sacramental. Todos irão cumprimenta-lo e perguntar, “Como foi a sua missão?” (Como se fosse possível descrever a experiência da mesma maneira que você descreve o que comeu no almoço.)

Os incríveis jovens e moças que serviram uma missão de tempo integral, sacrificaram seu tempo, adiaram suas formações escolares e suas carreiras, e colocaram de lado suas metas pessoais para servir. Eles sofreram com dias de calor, com noites frias e com pessoas rudes só para prestar seus testemunhos. Então, quando eles retornam, a melhor pergunta que fazemos é “Como foi sua missão?”

Talvez seja a hora de aprendermos a motivar esses maravilhosos guerreiros da verdade, ao invés de ficar só no básico. Seguem cinco perguntas motivadoras para fazer a um ex-missionário.

1 – Você teve momentos de aprendizado ou testemunhou milagres?

É comum nossos missionários testemunharem milagres. Esses milagres vão de cura a dom de línguas, mas os missionários não falam sobre esses assuntos por respeito pelas coisas sagradas, e talvez porque ninguém pergunta sobre o assunto.

Uma vez fiz essa pergunta a uma ex-missionária, e ela compartilhou uma história maravilhosa sobre o dom de línguas. Na mesa de jantar, meus filhos prestaram uma breve atenção ao testemunho dela. O Espírito testificou sobre o que ela nos contou, e fomos edificados juntos.

Escolha o momento e o lugar para ter o respeito necessário à essa pergunta, mas pergunte a ex-missionários sobre os milagres e ensinamentos que eles testemunharam e esteja preparado para ouvir as respostas que receberão.

2 – Quais foram os seus melhores companheiros e por quê?

Missionários passam 24 horas com uma pessoa durante toda a missão. As lições aprendidas através dessa proximidade constante a outro ser humano, no futuro irá contribuir muito para os relacionamentos familiares e o casamento, mas eles se sentirão perdidos sem um companheiro por um tempo.

Quando você fizer essa pergunta, prepare-se para olhos marejados e boas risadas. Você ouvirá histórias de bondade, amizade e desafios. Dê a oportunidade a ex-missionários de pensar sobre os relacionamentos positivos e de te ensinar sobre a importância da união.

futuros missionários

3 – Qual pesquisador te impactou mais?

Todos os ex-missionários têm alguém que tem um lugar especial em seus corações. Talvez seja alguém que eles encontraram e ensinaram. Talvez seja alguém que eles batizaram. Talvez seja até aqui pesquisador que nunca aceitou as mensagens, mas que eles desenvolveram um amor em Cristo por essa pessoa.

Os missionários aprendem a expressar amor genuíno por pessoas que acabam de conhecer. Esse amor, permanecerá em seus corações por muito tempo, mesmo depois de terminada a missão. Quando você perguntar sobre essas pessoas especiais, esteja preparado para ouvir expressões de amor e preocupação genuína.

4 – Qual foi o dia mais difícil da sua missão?

Servir missão é muito difícil, e alguns dias são mais difíceis do que outros. Dê a ex-missionários a oportunidade de compartilhar alguns desses desafios e dificuldades que enfrentaram. Enquanto você ouve como eles superaram esses obstáculos e lidaram com dias difíceis, você os verá sob uma nova perspectiva.

Você começará a ver quão capazes eles se tornaram. Sem dúvidas eles enfrentaram dias difíceis no futuro. Quando você os perguntar sobre as conquistas diante das adversidades que eles vivenciaram no campo missionário, eles se lembrarão da capacidade que têm e os ajudará a encarar os desafios que enfrentarão.

dia dos

5 – Se você pudesse voltar e almoçar com uma pessoa que conheceu quando era missionário, quem você escolheria?

Muitos ex-missionários visitariam suas missões, se tivessem oportunidade. Não porque eles não querem estar em casa, mas porque desenvolveram laços fortes com as pessoas a quem serviram. Muitas vezes eles vão embora e deixam assuntos pendentes.

Dê oportunidade a eles de se expressar sobre essas pessoas especiais que eles conheceram e sobre o que fariam por elas, se pudessem retornar para o campo missionário. Deixe que eles contem como seria essa conversa e porque essa pessoa em particular merece esse almoço. Você compreenderá a intensidade do comprometimento dos missionários com as pessoas a quem eles serviram.

Reservar um tempo para fazer boas perguntas abertas a ex-missionários, os ajudam a compartilhar experiências que mudaram suas vidas. E você se surpreenderá de como ambos serão tocados e edificados ao final da conversa.

Traduzido por Vanessa Pozete. Esta é uma tradução do artigo escrito por Brock Booher e publicado originalmente no site ldsliving.com com o título “5 Questions RMs Will Be Surprised (and Delighted) You Asked”.

Relacionado:

Élder Soares compartilhou 5 dicas para ser feliz durante o serviço missionário

O post 5 Perguntas que um ex-missionário vai gostar muito de responder apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *