Ser aceito ou manter meus padrões

O que é mais importante para você: ser aceito ou manter seus padrões?

Diariamente somos colocados à prova. Há inúmeras situações em nosso cotidiano, que se não prestarmos atenção, estaremos cedendo a comportamentos e padrões do mundo. Padrões e comportamentos esses, que muitas vezes podem ser inaceitáveis perante o Senhor.

A escritura de Mateus 26:41 nos alerta: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca”.

Precisamos então, estar sempre em sintonia com o Espírito e estudar as escrituras para saber qual a vontade do Senhor e o que Ele quer que façamos. Em 2 Néfi 32:3 lemos:

“Banqueteai-vos com as palavras de Cristo; pois eis que as palavras de Cristo vos dirão todas as coisas que deveis fazer”.

E em concordância com essa escritura, aprendemos em Doutrina e Convênios 38: 30 que “se estiverdes preparados, não temereis”.

Em seu discurso “Escolhas”, o presidente Thomas S. Monson deixou-nos bem claro sobre a importância de fazermos boas escolhas. Ele disse:

“Escolhamos sempre fazer o certo mais difícil em vez de fazer o errado mais fácil”.

Muitas vezes é mais fácil participar de uma conversa imprópria entre nossos colegas de trabalho, que levantar e sair da roda. Muitas vezes é mais fácil ceder à moda atual de vestimenta, que procurar roupas nos padrões. Muitas vezes é mais fácil ouvir o tipo de música que todo mundo está ouvindo, que pedir para tirarem e ficar parecendo o “diferentão”. Muitas vezes é difícil expor suas crenças, é mais fácil parecer neutro. No entanto, como membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias devemos entender que Cristo nos pediu para não sermos deste mundo, como nos ensinou o Elder Neil L. Andersen na última conferência.

A expressão que melhor traduz o sentimento que devemos ter é: estamos no mundo, mas não somos do mundo. E quando entendemos isso, fica mais fácil sair da roda de amigos, quando a assunto é impróprio, quando a música não convida o Espírito, quando a roupa não transmite recato.  

O livreto “Para o Vigor da Juventude”, dá-nos diretrizes muito claras e especificas a respeito de como deve ser nossa conduta no tocante a vários assuntos.

Sobre a linguagem

Sobre a linguagem, no livreto “Para o Vigor da juventude”, lemos:

“O modo pelo qual vocês se comunicam reflete o fato de que são um filho ou uma filha de Deus. Uma linguagem limpa e inteligente é evidência de uma mente brilhante e sadia. A boa linguagem, que eleva, incentiva e elogia as pessoas, convida a companhia do Espírito para estar com vocês. Nossas palavras, tal como nossas ações, devem ser cheias de fé, esperança e caridade. Escolham amigos que usem boa linguagem. Ajudem os outros a melhorar a linguagem deles pelo seu exemplo. Estejam dispostos a afastar-se educadamente ou a mudar de assunto quando as pessoas ao seu redor usarem linguagem imprópria. Falem com bondade e de modo positivo a respeito das pessoas. Decidam que não vão insultar nem menosprezar as pessoas, nem mesmo por brincadeira. Abstenham-se de todo tipo de fofoca e não falem com raiva. Quando se sentirem tentados a dizer coisas rudes ou ofensivas, não digam essas coisas.”

Sobre música e dança

“A música pode enriquecer sua vida. Ela pode edificá-los, inspirá-los e ajudá-los a achegarem-se ao Pai Celestial. A música tem um profundo efeito em sua mente, em seu espírito e comportamento. Escolham cuidadosamente a música que ouvem. Prestem atenção ao que sentem quando estão ouvindo. Algumas músicas transmitem mensagens maléficas e destrutivas. Não ouçam música que incentive a imoralidade ou glorifique a violência por meio da letra, do ritmo ou do volume. Não ouçam música que use linguagem vulgar ou ofensiva ou promova práticas malignas. Essa música pode entorpecer sua sensibilidade espiritual. Aprendam e cantem os hinos. Os hinos podem melhorar sua atitude, guiá-los a ações justas e ajudá-los a resistir às tentações do adversário.”

Vestuário e Aparência

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? (…) O templo de Deus, que sois vós, é santo.” (I Coríntios 3:16–17)

“Seu corpo é sagrado. Respeitem-no e não o profanem de modo algum. Vocês podem, por meio de seu vestuário e sua aparência, demonstrar que sabem o quanto seu corpo é precioso. Vocês podem mostrar que são discípulos de Jesus Cristo e que O amam. Os profetas sempre aconselharam os filhos de Deus a vestir-se com recato.

Quando estão bem arrumados e vestidos com recato, vocês convidam a companhia do Espírito e podem ser uma boa influência para aqueles que os cercam. A maneira como vocês se arrumam e se vestem influencia o modo pelo qual vocês e outras pessoas agem. Nunca rebaixem seus padrões de vestuário. Não usem uma ocasião especial como desculpa para a falta de recato. Ao se vestirem sem recato, vocês enviam uma mensagem que é contrária a sua identidade de filho ou filha de Deus. Enviam também a mensagem de que estão usando o corpo para atrair atenção e obter aprovação.”

Esses são apenas 3 tópicos dos muitos abordados nesse livreto incrível, publicado pela Igreja, que deve ser lido e consultado por todos os membros, não somente os jovens e o mais legal, é que está disponível em vários formatos! Se você não tem o livreto impresso, clique aqui para lê-lo online.

É necessário nos lembrar do que nos ensinou a irmã Becky Craven, na última conferência:

“Não há uma maneira correta de fazer a coisa errada”.

Como discípulos de Cristo, devemos deixar nossa luz transparecer sendo exemplo dos fieis em todas as coisas. Em Timóteo 4:12 lemos:

“(…) Sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, na caridade, no espírito, na fé, na pureza”.

Novamente citando nosso amado presidente Monson, em seu discurso intitulado “Ouse ficar sozinho”, ele nos ensinou uma valiosa lição que responde a nossa pergunta inicial sobre o que devemos fazer: ser aceito ou manter nossos padrões?

Ele disse:

“Ouse ser mórmon,

Ouse ficar sozinho.

Ouse ter um firme propósito.

Ouse torná-lo conhecido”.

Hoje, mais do que nunca, precisamos manter nossos padrões. Não devemos ceder à tentação de sermos populares e aceitos. Devemos ter os olhos fitos na glória de Deus e fazer escolhas que nos permitirão voltar ao nosso lar celestial.

Relacionado:

Terapeuta responde: seguir Jesus e ser gentil significa ser pisado?

O post Ser aceito ou manter meus padrões apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *