7 coisas que os membros da Igreja de Jesus Cristo precisam se conscientizar

1. Pare de tentar ser o membro perfeito

Isso não vai acontecer. É possível ser 100% ministrador, nunca gritar com seus filhos, ter um casamento perfeito e guardar seus convênios? Provavelmente, mas pare de enlouquecer com isso. Você vai cometer erros. Apenas faça o seu melhor e deixe o seu melhor ser o suficiente para você.

Não se compare com os outros membros. É ótimo ter modelos e aspirar a desenvolver os traços positivos dignos dos outros, mas não se entristeça, porque você não ser tão perfeito quanto um irmão ou irmã que você admira.

Nós, membros, temos um jeito de sermos muito duros conosco mesmo. Esperamos a perfeição e nos separamos dos irmãos quando ficamos aquém. E então nós agimos como ter que se arrepender fosse algo para se envergonhar. O que na verdade não é.

Tente o seu melhor, ao errar, arrependa-se e tente novamente ser o seu melhor

2. Pare de enlouquecer sobre compartilhar o evangelho

Para algumas pessoas, falar sobre nossas crenças é como tentar dar banho em um gato. É assustador, intimidante e difícil. Não precisa ser.

Olhe para esse post do Instagram (acima). Rachaeldavis11 pegou o jeito! Pare de se preocupar sobre como seus amigos reagirão ou o que eles pensarão de você. Você não precisa convidá-los para jantar com os missionários logo de cara. Simplifique . Publique algo no Facebook ou em outra plataforma que possa levar a uma boa conversa. Quando seus amigos não-membros lhe perguntarem o que você fez no fim de semana, fale sobre como a igreja foi ótima.

Se eles não estão interessados ​​em aprender mais, tudo bem! Você plantou uma semente.

Compartilhar o evangelho deve ser um resultado natural de vivê-lo.

3. Relaxe sobre se ofender

Os membros e líderes da igreja são 100% humanos. Eles têm fraquezas, falhas, dificuldades e pecados como todos os outros. Não se surpreenda se um dia um membro ou líder disser ou fizer algo que  possa ser interpretado como ofensivo.

Talvez o seu bispo tenha revogado sua recomendação para o templo devido à desobediência aos mandamentos, mas ele deixou que alguém com pecados semelhantes os mantivesse. Sentindo-se injustiçado!

Talvez algo muito sério tenha ocorrido e ele não tenha lidado com a situação muito bem. Ou talvez você sinta que ele marginaliza suas preocupações. Talvez ele ria diretamente na sua cara.

Não importa o que seja, não permita que isso afete sua salvação eterna.

Você se lembra daquela vez em que um dos apóstolos vendeu o Filho de Deus por algumas moedas de prata?

Só porque Judas cometeu um dos atos mais notórios na história, não  anula a veracidade do que Cristo ensinou. O mesmo vale para qualquer membro ofensivo que você possa encontrar.

Escolha não se sentir ofendido. Encontre alegria em viver o evangelho e saiba que essa deve ser a razão por trás de sua participação, não de socialização (isso é apenas um privilégio).

Como nosso Salvador ensinou : “Amai os vossos inimigos, abençoai os que vos amaldiçoam, faze o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e perseguem”. – Mesmo que essas pessoas estejam dentro da Igreja.

4. Pare de julgar tanto as pequenas coisas

Julgar os outros em geral tem sido um problema entre os membros há muito tempo, mas alguns de nós realmente dão um passo adiante. Alguns de nós vão à Lei completa de Moisés. Vamos definir um recorde:

A barba por fazer do Presidente do Quórum de Élderes não são um reflexo de seu bem-estar espiritual.

Só porque essa irmã é de direita, ou esquerda, não significa que ela não possa ser uma boa membro da Igreja.

Aquela manga não cobre completamente o ombro dela? Lide com isso.

Ele ainda pode ser uma pessoa excelente, embora tenha voltado de missão mais cedo.

Refrigerantes à base de Cola não vão te mandar para o inferno.

Você não vai ao inferno por dizer “inferno” nos momentos de raiva.

Calma.

Se você vai se empolgar, fique preocupado com a realidade de que Satanás é um verdadeiro ser que está decidido a destruir você .

Concentre-se naquilo que você pode fazer para melhorar seu relacionamento com o Pai Celestial. Fique preocupado com as coisas que importam.

5. Não se cobre por não ter recebido muita revelação

Não me entenda mal, procure obter revelação, com frequência, mas não busque revelação sobre tudo. Esta citação de William E. Barrett, que serviu como administrador da BYU e do Sistema de Educação da Igreja, disse:

Aqueles que oram para que o Espírito lhes dê orientação imediata em cada pequena coisa, se abrem para falsos espíritos que parecem sempre prontos para responder nossos pedidos e nos confundir. … As pessoas que mais confundem nesta Igreja são aquelas que buscam revelações pessoais sobre tudo. Eles querem a segurança pessoal do Espírito, da luz do dia à escuridão, em tudo que fazem. Eu digo que eles são as pessoas mais confusas que eu conheço porque às vezes parece que a resposta vem da fonte errada.

Aqueles que buscam revelação contínua (versus contínua revelação) também se abrem para o perigo da inércia. Às vezes, Deus espera que a gente aja  antes que a  revelação venha. Às vezes, pode não vir de todo (o que pode ser uma resposta em si).

6. Dê uma chance à história da igreja

A era digital abriu a Igreja para ataques únicos de qualquer coisa com a qual teve que lidar no passado. Ex / anti-mórmons postam eventos da história da Igreja contra nós o tempo todo. Massacre de Mountain Meadows, poligamia, aquela coisa que Brigham Young disse uma vez…, a lista continua. Algumas delas são verdadeiras, algumas são falsas e algumas delas têm uma mistura desagradável de ambas.

Será que realmente importa se Joseph Smith colocou a pedra vidente em um chapéu para ver claramente? Eu estava do lado de fora olhando através de uma caixa de cereal para ajudar a ver claramente o eclipse solar. Aposto que pareci muito estranho quando fiz isso, mas funcionou!

Apenas fique tranquilo.

Não é errado ter perguntas e buscar respostas, mas faça do jeito certo. Aceite que as figuras históricas da Igreja eram tão humanas quanto você e eu. Elas não eram super-heróis. Eles eram instrumentos imperfeitos nas mãos de Deus (Ele parece ter o hábito de escolher essas pessoas).

Há apenas uma coisa que você realmente precisa saber: Joseph Smith traduziu o Livro de Mórmon pelo dom e poder de Deus, ou não o fez?

Um dos propósitos do surgimento do Livro de Mórmon é combater a adversidade que acabamos de mencionar. É a prova de que, não importa o que a internet possa dizer,  esse trabalho é verdadeiro.

7. Pare de fazer a lei da castidade tão tabu

Muitos pais evitam falar sobre a lei da castidade para evitar um potencial desconforto e superar a onda de inocência de seus filhos pelo maior tempo possível. Ouça com atenção: essa onda está ficando cada vez mais curta a cada geração que passa. Se você não fala sobre isso abertamente, com franqueza e respeito, seus filhos vão aprender sobre isso * em outros lugares.

* em outros lugares: TV, filmes, comerciais, revistas, mídias sociais, amigos, livros e pesquisas na internet. Você não quer isso.

Você decide o cronograma (definitivamente não faça isso de uma só vez, uma vez só), mas certifique-se de que você não briga quando se trata de questões delicadas. Fale sobre sexo – o que é, quando é errado, quando é certo, seu propósito e sua origem divina. Fale sobre pornografia – o que é, o que não é, o que fazer quando aparece, como evitá-lo, por que evitá-lo. Fale sobre o corpo deles. Quando apropriado, fale sobre o corpo do gênero oposto. É apenas estranho se você fizer isso estranho.

Esses não são apenas tópicos a serem verificados em uma lista de tarefas pendentes. O completo entendimento do seu filho sobre a lei da castidade é necessário para o bem-estar espiritual dele(a).

Não é responsabilidade da escola. Não deixe isso para o professor da Escola Dominical. Definitivamente não deixe Hollywood tomar as rédeas. Como pai, assuma a responsabilidade de educar seus filhos sobre a lei da castidade.

Se o pecado sexual é tão sério quanto as escrituras e a revelação moderna afirmam, então o fato de o assunto ser tão tabu é uma grande vitória para o adversário.

Considerações finais

Irmãos e irmãs, nós seríamos sábios em não tornar as coisas mais complicadas do que precisam ser. Respire fundo. O evangelho é verdadeiro. Bom é mais forte que o mal. Você está do lado do bem. Concentre-se nisso. Fique tranquilo sobre tudo mais.

 

Artigo traduzido por Walfrido Neto.

The post 7 coisas que os membros da Igreja de Jesus Cristo precisam se conscientizar appeared first on maisfe.org.

O post 7 coisas que os membros da Igreja de Jesus Cristo precisam se conscientizar apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *